Presidente, o senhor não tá entendendo nada

Aparentemente, o presidente Donald Trump quer que as mulheres que trabalham para ele se “vistam como mulheres”. Além da redundância, já que uma mulher vestida já É uma mulher, mesmo que esteja com uma fantasia de macaco, Trump ignora todos os movimentos que vêm ganhando força e que tratam da descategorização de gênero.

Os EUA, junto ao Japão, é um dos precursores da história. Soma-se a isso o fato de que o presidente vem de Nova York, uma das cidades mais liberais dos EUA. É surpreendente que Trump não saiba que aqui, cada vez mais, pais escolhem nomes neutros, ou seja, que podem ser tanto femininos quanto masculinos, para que o jovem quando atingir uma idade mínima possa descobrir o gênero com que se identifica. Entre os adolescentes japoneses, se vestir de maneira que não faça referência ao gênero é moda da vez. Magrinhos do jeito que são, fica impossível rotulá-los com base no sexo.

Não é só onda da adolescência transviada. Aliás, não importa se você não se importa. Também não importa se você se importa a ponto de repudiar. Os jovens genderless já ocupam um nicho de mercado e quando os dólares entram na história, fucinho de porco vira tomada facilmente. Grandes marcas como Zara, Covergirl, Target, MAC estão adaptando seus produtos para suprir a nova demanda.

A post shared by Thistle Brown (@thistlebrown) on

Os meninos que usam maquiagem não precisam ser homossexuais e nem transgêneros. Apenas gostam. São homens que gostam de usar maquiagem. Vai criticar? Critique a história, isso vem desde lá do Egito Antigo.

Enquanto isso, novas marcas com o conceito genderless surgem no mercado. O assunto vai além. Estados americanos têm estipulado leis para que transexuais e transgêneros possam usar o banheiro que quiserem. Senhor presidente, nós não precisamos concordar, o senhor também não precisa gostar e nem aprovar este lance complicado que é o genderless, mas então faça o favor de propor a discussão. Dizer, em fevereiro de 2017, que as mulheres devem se vestir como mulheres? Com todo o respeito, o senhor não tá entendendo nada.

Advertisements

Candice Carvalho

Candice Carvalho vive em NY desde 2008. É jornalista, faz parte da equipe da Globo News nos EUA e estuda Relações Internacionais na Universidade de Nova York.

Submit a comment

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s