Roosevelt Island: passeio de teleférico na época da primavera

Um dos famosos destinos para ver as cerejeiras em flor na cidade de Nova York fica em Roosevelt Island, ilha banhada pelo East River e que fica entre os distritos de Manhattan e Queens.

output_hqww8z

Aqui no NYlikealocal:
:: Confira nove dicas sobre a primavera
:: Qual a melhor estação para conhecer NY?
:: Serviço: aluguel de bicicleta no Central Park
:: As cerejeiras do Jardim Botânico do Brooklyn
:: Passeio de carruagem pelo Central Park


A forma mais atrativa de chegar à estreita ilha de três quilômetros de cumprimento e 240 metros de largura é por teleférico. A entrada para o Roosevelt Island Tramway fica na rua 59 com a 2ª avenida e o acesso é gratuito para os usuários dos passes semanais e mensais do serviço de metrô da cidade: basta passar o cartão e passar pela catraca. É possível também utilizar o crédito que você já possui no seu metrocard ou comprar um passe individual por US 2,75.

A simplicidade do acesso é um convite a conhecer a orla da ilha que é contornada por árvores de cerejeira.

roosevelt_island.png

Este ano, eu acompanhei a primavera de vários cantos da cidade: começando por um passeio lindo pelo Central Park, seguido por mais uma visita à coleção de cerejeiras do Jardim Botânico do Brooklyn. Outra experiência bacana que tive na estação foi conhecer, no ano passado, a Cherry Walk que fica na beira do Hudson River. Este ano, a minha visita à Roosevelt Island no início do mês de maio ficou na memória como um retrato do fim dos dias floridos em Nova York. Com o chão cor-de-rosa e com pétalas de flores voando pelo céu e flutuando pelo rio, veja os registros da minha despedida da primavera de 2017:

257A3998

257A3925

257A3953

257A3931

257A3976

257A3994

257A3986

257A3942

257A3939

No mapa a seguir, encontre a localização exata do Roosevelt Island Tramway:

Fotos e vídeo: Carol Matzenbacher

Advertisements

Carol Matzenbacher

Já morou em Indiana e Nova York, mas nunca perdeu o sotaque porto-alegrense e o bom humor. Em pouco mais de dois anos na cidade como jornalista freelancer, a Carol descobriu centenas de estranhos e desenvolveu mil e uma habilidades. Não necessariamente nessa ordem, ela é daquelas que produz, apura, filma, edita, desenha, anima e finaliza com uma pirueta tripla e um solo no violão. Você acompanha o trabalho dela por aqui, ou aos domingos, no programa Manhattan Connection.

Submit a comment

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s